YHWH – Deve-se usar o nome de Deus?

Nome de Deus em caracteres Hebraicas: Yod, He, Waw, He. Primeira aparição do nome de Deus na Bíblia em Gênesis 2:4. Bíblia Hebraica, Westminster Leningrad Codex.

YHWH – essa é a transliteração para letras latinas do nome de Deus em Hebraico (Hebrew Bible WLC) יְהוָ֑ה. Várias traduções bíblicas modernas e algumas antigas verteram o tetragrama sagrado (ou seja, as quatro letras) por Senhor ou Deus. Os Judeus, ao se depararem com tal tetragrama em hebraico costumam ler Adonai (Senhor) e Elohim (Deus). Será que as Escrituras Sagradas compostas pela Lei (Torá), pelos profetas (Neviim) e os livros poéticos (Kethuvim ou Escritos) concordam com essa prática?

Quando estudei Hebraico Bíblico com uma professora judia fui instruído a, sempre que visse o tetragrama, lê-se como Elohim ou, se seguido ou precedido de Elohim, lê-lo como Adonai. E de fato, a maioria das traduções da Bíblia na atualidade fazem o mesmo ao traduzir o nome pessoal de Deus. Por quê?

Primeiramente uma definição: todas as citações Bíblicas que eu fizer, sem referência à tradução, serão baseadas na Bíblia Sagrada, Versão Brasileira (2010, SBB).

Argumentos dados para não se usar o nome de Deus em traduções modernas da Bíblia

Os argumentos para não usar o nome de Deus são os seguintes:

  • Êxodo 20:7 diz: “Não tomarás o nome de Jeová, teu Deus, em vão, porque Jeová não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão.” Os que são contra a utilização do nome de Deus dizem que “o nome dele é sagrado demais para estar na boca de meros mortais”. “É melhor não usar do que pecar por usar de um modo errado”, dizem outros;
  • Após o exílio em Babilônia (algum tempo depois de ter sido terminado a escrita dos livros da Bíblia Hebraica) começou-se uma superstição dentre o povo judeu de que era errado usar o nome de Deus, por causa do que diz em Êxodo 20:7. Sendo assim, seguindo ao costume judaico, também não devemos usar o nome de Deus;
  • Nenhuma cópia antiga dos livros do Novo Testamento apresenta o tetragrama. Sendo assim, parece que os primeiros cristãos também não pronunciavam o nome de Deus (veja o último ponto do subtítulo Curiosidades sobre o nome de Deus);
  • Se o nome de Deus caiu em desuso e perdeu-se a pronúncia correta, não devemos usa-lo.

Argumentos dados para se usar o nome de Deus em traduções modernas da Bíblia

Ao fazer minha leitura da Bíblia hebraica, no entanto, vejo que os argumentos da maioria dos tradutores não se sustenta pelos seguintes motivos:

  • O nome de Deus, na sua forma completa (YHWH), aparece mais de 6000 vezes na bíblia hebraica (também chamado de velho testamento);
    • Se Deus não quisesse que seu nome fosse usado em nenhuma ocasião, porque apareceria tantas e tantas vezes, mais do que qualquer outro nome?
    • Algumas das vezes que o nome de Deus é mais usado é nos livros poéticos e de cantos (como os Salmos). Ou seja, as pessoas cantavam usando o nome de Deus. Detalhe: o nome de Deus aparece mais de 600 vezes nos Salmos.
Nome de Deus em letras paleo hebraicas
YHWH (paleo-Hebrew): P.Oxy.L 3522, 1 st century CE. (Oxyrhynchus Online Image Database <http://163.1.169.40>). © Courtesy of The Egypt Exploration Society and the University of Oxford Imaging Papyri Project.
  • Tirar o nome de Deus da Bíblia me parece uma desonra para seu autor. É interessante notar que mesmo que os Judeus não pronunciem o tetragrama e o substituam por títulos como Elohim e Adonai na leitura, eles não substituem o tetragrama na escrita. Por quê então os tradutores o fazem?
  • Alguns nomes Bíblicos também perderam a pronúncia correta mas continuamos a pronunciá-los – por quê seria diferente com o nome de Deus? Prováveis pronúncias do nome de Deus são: Yahweh, Iavé, Iae, Iao e Iaoué. 
    • A primeira tradução da Bíblia para português, a versão Almeida de 1693, empregou o nome “JEHOVAH” milhares de vezes. Novas versões da Almeida que ainda empregam o nome divino (porém poucas vezes) atualizaram a grafia para Jeová.
    • A primeira Bíblia traduzida no Brasil, a Versão Brasileira (1917) também usou a forma “Jehovah”, alterando em 2010 para Jeová.
    • Algumas traduções católicas antigas da Bíblia em português preferem usar “Javé” ou “Iavé”.
    • A Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas (1967), seguindo a forma já proposta pelas versões mais populares, também verteu o tetragrama para Jeová.
  • Há um rolo encontrado na região do Mar Morto que translitera o nome divino, em grego, para IAO.
Trecho em grego de texto do primeiro século antes de Cristo que contem o nome de Deus em grego como IAO.
ιαω: 4Q120 (=4QpapLXXLev b ) (1 st century BCE-1 st century CE). Courtesy of The Leon Levy Dead Sea Scrolls Digital Library; Israel Antiquities Authority.
  • Vários textos Bíblicos falam da importância de usar o nome de Deus, citarei alguns:
    • Salmo 105:1 e 3 diz: “1. Rendei Graças a Jeová, invocai o seu nome; fazei conhecidos os seus feitos entre os povos. 3. Gloriai-vos no [ou seja, orgulhem-se do] seu santo nome; regozije-se o coração dos que buscam a Jeová”. Ou seja, devemos ter orgulho do nome de Deus, não deixar de usá-lo;
    • Salmo 102:15 diz: “Assim, as nações temerão o nome de Jeová, e todos os reis da terra a tua glória.” Como vão temer um nome que não conhecem?
    • Salmo 92:1 diz: “Bom é render graças a Jeová e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo”.
    • Salmo 83:18 (Almeida, Revista e Corrigida, 2007) diz: “Para que saibam  que tu, a quem só pertence o nome de Jeová, és o Altíssimo sobre toda a terra.”
    • Salmo 113:1 – 3 (Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada): “Louvem o nome de Jeová. Seja louvado o nome de Jeová, Desde agora e para sempre. Desde o nascente do sol até o poente, Seja louvado o nome de Jeová.”
    • Salmo 116:3 e 4 (Nova Versão Internacional) diz: “… aflição e tristeza me dominaram. Então clamei pelo nome de [Jeová]: “Livra-me, [Jeová]!”.  Aonde deveria aparecer o nome de Deus, Jeová, aparece o título SENHOR.
    • Joel 2:32 diz: “Acontecerá que todo aquele que invocar o nome de Jeová será libertado…”. Como vão invocar um nome se não podem pronunciá-lo?

A conclusão do assunto é…

Minha opinião é: substituir o nome de Deus por títulos como Senhor, Deus ou suas formas hebraicas é errado. É o mesmo que remover os créditos ao autor e adulterar sua obra. Uma tradução Bíblica que não usa o nome de Deus não pode ser chamada de Fiel, mesmo que traduza decentemente outros trechos.

Qual seria a solução para quem pensa que o nome de Deus não deva ser pronunciado? Penso que, se os tradutores tiverem receio de usar uma pronúncia errada, no mínimo, deveriam deixar a transliteração YHWH, tal como fez o Professor, Pós-Doutor e Linguista em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas (USP), professor Dr. Edson de Faria Francisco em sua obra: “Antigo Testamento Interlinear Hebraico Português” (2012). Ele verteu, todas as vezes que o tetragrama aparecia, para YHWH, não para um título.

Um dos grandes problemas ao verter o nome de Deus para títulos como SENHOR é que causa grande confusão, principalmente aos de denominações cristãs, entre Deus e Jesus, que também é chamado Senhor. Mesmo entre trinitários clássicos (não unicistas) causa uma confusão, já que na teologia trinitária o Deus Pai (Jeová) é uma pessoa diferente do Deus Filho (Jesus). Se nessas traduções não aparece o nome de Deus, Jeová, como os leitores saberão que existem duas pessoas diferentes, Jeová e Jesus? Os leitores são assim obrigados a crer que o Senhor mencionado no velho testamento é o mesmo senhor mencionado no novo testamento – o que não é verdade.

Você tem um argumento diferente para justificar o não uso e até mesmo substituição do tetragrama por títulos? Por favor, deixe nos comentários. 😉

Curiosidades sobre o nome de Deus

  • A transliteração das quatro letras hebraicas  יהוָ֑ה (Hebrew Bible WLC) é YHWH (yod, he, waw, he). Transliterações como “JHWH” (donde origina-se JeHoVáH) ou “IHWH” (donde origina-se IaHVéH) provavelmente originam-se do fato de que, no português e outras línguas escritas de acordo com as letras latinas, não havia no alfabeto as letras Y e W, sendo substituídas por J ou I e V, respectivamente. No português, o Y e o W só foram incluídas oficialmente como parte do nosso alfabeto neste século 21. Por isso que não temos muitas palavras com as letras Y e W, exceto em palavras estrangeiras ou nomes próprios.
  • O nome de Deus em sua forma completa aparece mais de 6800 vezes na Bíblia Hebraica;
  • Uma das primeiras traduções da Bíblia Hebraica (Velho Testamento) foi para o Grego, chamada de Septuaginta. Cópias do 1˚ Século AEC (ou AC) mostram que a Septuaginta deixava o nome de Deus em caracteres hebraicos. Séculos mais tarde, as cópias da Septuaginta começaram a substituir o tetragrama por “KC” ou “KY”, formas abreviadas da palavra grega para Senhor (Kyrios).
  • A forma curta do nome de Deus é “Yah” (ou “Jah”). Daí que temos a expressão Aleluia (AleluYah), que significa “Louvai a Jeová!”.
  • Algumas traduções da Bíblia que usam o nome de Deus em português (por ordem de ocorrências): Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas (1967, 2013), Versão Brasileira (1917, 2010), Almeida (originais de 1693 e algumas versões atuais), versão Matos Soares (rodapé de Êxodo 6:3, oitava edição). Há outras versões católicas, mas não lembro quais.
  • Algumas traduções da Bíblia em outros idiomas que usam o nome de Deus:
    • Inglês: King James Version;  William Tyndale (1530); Henry Ainsworth (1612), American Standard Version; The Bible in Living English;
    • Espanhol: Reina-Valera (1569). Tenho uma versão desta Bíblia, versão de Bolso de 2008, que usa sistematicamente o nome de Deus, Jehová. Há mais traduções, mas não as conheço por nome.
    • Francês: La Bible des Peuples (Editora San Pablo/São Paulo, 2010). Tradução Católica, usa a forma Yahvé sistematicamente.
  • Nem a Vulgata Latina nem a Bíblia de Lutero usam o nome de Deus.
  • Achados arqueológicos mostram que até mesmo os primeiros cristãos usavam o nome de Deus. Veja esse artigo em que falo sobre um artigo publicado no Jornal O Globo.

11 comentários

  1. leandro vieira cordeiro Responder

    cara onde consigo o dicionario vine original que raiva, por favor?

    • William Zimmermann Autor do postResponder

      Infelizmente a CPAD ainda não lançou a correção da adulteração…

  2. Lucas Responder

    “Os leitores são assim obrigados a crer que o Senhor mencionado no velho testamento é o mesmo senhor mencionado no novo testamento – o que não é verdade.”

    Mas é. Jesus Cristo é o YHWH da Bíblia Hebraica.

    • William Zimmermann Autor do postResponder

      Respeito sua interpretação Lucas. Mesmo que isso fosse verdade, não é justificativa para alterar a Bíblia e ocultar o nome de Deus. Além disso, como ficaria a seguinte afirmação de Deus em Êxodo 3:15? “Mais disse Deus ainda a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: Jeová, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó, enviou-me a vós. É este o meu nome para sempre, e é este o meu memorial para todas as gerações.”

      Além disso, mesmo que você acredite na doutrina da Santíssima Trindade (eu não acredito), você estaria confundindo as coisas… Na interpretação mais comum da trindade, YHWH não é Jesus. São três pessoas distintas, e as três são Deus. Sendo assim, YHWH seria o Pai, Jesus o Filho e por fim teríamos o Espírito Santo como terceira pessoa. Segundo a doutrina da trindade, você não pode dizer que YHWH é Jesus. Você poderia dizer que ele é Deus. Da mesma forma, Jesus não é YHWH, mas ele é Deus.

      Não quero ensinar o padre a rezar missa, mas, a não ser que você seja Trinitário Unicista, Jesus não é YHWH.

  3. ANDREIA CARMEM DE OLIVEIRA Responder

    Parabéns pelo esclarecimento. O nome de Deus é importante demais para Jesus nunca disse que era igual a Deus o Todo Poderoso

  4. Vicente Freitas Responder

    Muito bom este teu artigo. Me incomoda muito a supressão do nome de Deus , que me parece ser a palavra mais enfatizada nas escrituras e que está ocultado dos leitores das versões mais conhecidas em português. Através do seu artigo encontrei uma excelente versão em que isto não ocorre.
    Outra coisa que ainda me incomoda em quase todas as versões é que algumas palavras não são traduzidas do hebraico para o português, mas do hebraico para o grego, tal como oferta todo queimada que é traduzido para holocausto. Se conhecer alguma explicação pra isto e souber de alguma versão que não faz isto, gostaria de saber.

    • Ana Responder

      A versão da tradução do novo mundo das escrituras sagradas não faz isso

  5. RITA Responder

    Tudo seria esclarecido se as pessoas falassem a verdade q ,nome na cultura hebraica é diferente em outras culturas .O nome na cultura hebraica, é sua honra seus feitos por meio de seu sempiterno poder , fama!!! DEUS disse a Moisés ,eu lhe conheço por nome !! Em êxodo 33:12 certamente não se estava falando de um nome físico!! Devemos santificar a Deus o seu nome ,sua pessoa por meio d nossa conduta, e não diser q ele tem um nome físico q não se sabe a pronúncia . Outra coisa êxodo 3 : 14 fala de um pronome é verbo tudo junto na escrita hebraica, desde quando pronome pessoa é verbo é nome próprio? 😘

    • William Zimmermann Autor do postResponder

      Portanto, por quê usar Jesus, Abraão, Davi e outros? O mais correto seria dizer que, na cultura hebraica, o nome não é só algo que identifica a pessoa – é muito mais do que isso. É digno de nota que é o próprio Deus que escolhe seu nome. Qual é o direito que temos de substituí-lo por um título que não representa a grandiosidade do nome Dele tal como “Senhor” e até mesmo “Deus” o faz? Haviam vários senhores e deuses… ele escolheu YHWH, entre outras coisas, para se diferenciar dos demais. Somos mais sábios do que ele para substituir seu nome por títulos?

  6. Janio Responder

    Como é que se sabe a pronúncia correta do nome do filho de Deus? (Jesus)
    Mesmo critério Jesus em hebraico é (יֵשׁוּעַ) e grego (Ιησούς) pronuncia Lisoús.
    Se criar caso por causa da pronúncia correta não vamos mais falar nem o nome de Deus que é Jeová (יהוה) nem do filho dele Jesus.
    Quando Jesus foi batizado no rio Jordão a voz que veio do céu não era dele mesmo mas do seu Pai, o Deus e criador de tudo que existe. O nome do pai de Jesus é Jeová.
    O próprio Jesus disse isso. Negar isso é chamar o próprio filho de Deus de mentiroso. Leiam João 14:28.
    João 5:30 e João 5:36 e 37.
    lembrando que eu não mando nada, não possuo autoridade alguma… nem possuo nenhuma informação que eu não tenha recebido. Existe apenas um sábio, Deus.
    Apenas estou citando a palavra Dele.

  7. Roseira Responder

    Maravilhosa explicação! Profunda. excelentes textos Janio. “Contra fatos não há argumentos”.
    👏👏👏👏👏

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.